quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Eleições no circo chamado Brasil

 


Mais uma tentativa de acabar com o Brasil está em curso! O STF, em seu “Supremo Conhecimento”, decidiu que ter votos impressos juntos com a urna eletrônica, é inconstitucional. Creio que seja pelo fato de podermos auditar depois, em caso de dúvidas. Caso semelhante ao que aconteceu nos USA este ano, por exemplo.

Podemos também colocar em pauta as situações ocorridas em alguns municípios do Brasil, nessas eleições para prefeitos e vereadores. Em alguns lugares, tivemos verdadeiras “mágicas” em porcentagens de votos dos candidatos! Seria muito bom se pudéssemos auditar, correto? Pois é… Não, o STF acha isso inconstitucional.

Mas o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) teve uma brilhante ideia para testar no Brasil nas eleições futuras. Está em estudo uma maneira do eleitor não precisar nem sair de casa para votar! Que espetáculo! Poderemos votar através dos celulares, tabletes e computadores, com a maior segurança em relação aos nossos dados, e o nosso voto! Será uma verdadeira democracia! Desculpem, me empolguei na piada!

Mas a coisa é séria! A votação por celular ou tablet é estudada para as eleições de 2022 no Brasil. Empresas de tecnologia foram chamadas pelo TSE, para apresentarem no domingo (15.nov.2020), soluções digitais que permitam votação segura por meio da internet. Reconhecimento facial, biometria, criptografia e blockchain, a mesma tecnologia usada em criptomoedas, como a bitcoin, são algumas das propostas para tentar garantir o sigilo do voto e a apuração correta.

Várias empresas foram chamadas para participarem, e dessas, 26 foram selecionadas. Elas mostraram as inovações para as autoridades da Corte Eleitoral (15.nov.2020), durante as eleições municipais. O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, acompanhou 4 demonstrações em Valparaíso, em Goiás. Houve demonstrações também em São Paulo (12 empresas) e Curitiba (10 empresas).

Mas o melhor que teremos nessa nova maneira de votar, será o valor que o candidato poupará nas campanhas, pois agora, bastará ter um escritório e colocar uma placa: “Vote seguro em seu celular e receba na hora!”. Talvez vejamos pessoas com placas oferecendo serviços, quem sabe até com ofertas imperdíveis!

Isso tudo só pode ser piada! Não acredito que estou vivendo para ver isso! Se colocar uma impressora na urna eletrônica não pode, por ser “inconstitucional”, imagina quantos celulares terão de ser oferecidos aos eleitores? Como será onde não tem alcance da internet? Brasil que vende e compra tudo, como faremos auditorias nos votos? Sim, esqueci, é “inconstitucional” saber para quem vai os votos, de quem conta os votos.

Brasília, TSE, STF… Uma verdadeira piada pronta! E ainda querem tirar o “BOZO”, que foi o melhor que aconteceu neste circo chamado Brasil!

 

 

 

Claiton Appel, para Vida Destra, 17/11/2020
Vamos discutir o Tema! Sigam-me no Twitter @appel67


Amigos e leitores, pessoas físicas/jurídicas! Colaborem com a Revista @vidadestra sem tirar dinheiro do seu bolso. Baixe o app LunesPay e ganhe 25 pontos de vantagens. Seremos remunerados por cada download a partir do nosso link. Contamos com a direita! https://bit.ly/BaixeLunesPay-0




Nenhum comentário:

Postar um comentário