sábado, 14 de novembro de 2020

Estelionato eleitoral

 


Nos últimos dias, muitos tem se ocupado, e falado das eleições presidenciais norte-americanas. Eu fiz um post no twitter, porém, não escrevi nenhum artigo.

Não que não ache importante, na verdade é, e muito, assim como foram as eleições na Argentina, na Bolívia e será em qualquer país com o qual nos relacionamos.

Pense o seguinte: se você está desempregado, passando por dificuldades, mas tem um irmão em boa situação, ele pode te ajudar, porém, só fará isso se você mesmo se ajudar, fizer por onde e se esforçar, pois ele jamais vai tirar da família dele para te dar.

Então, independente de quem seja o presidente de qualquer nação amiga, ou parceira comercial, se não fizermos nosso dever de casa, não fará diferença.

Amanhã, 15 de novembro, serão nossas eleições municipais.

Muito já falei, assim como vários amigos escreveram aqui no Vida Destra, sobre a importância destas eleições e como devemos escolher candidatos de Direita, com viés conservador, que tenham ética, moral e princípios, e como será de suma importância esta base, para consolidarmos a saída definitiva da esquerda, em 2022.

Mas tem alguns fatos que me incomodam muito!

Um deles, até já escrevi, é sobre o fato de muitos parentes e amigos serem  conservadores, agindo no seu dia-a-dia com ética e, na hora de votar, não tem consciência eleitoral, votando em candidatos que pensam justamente o contrário de seus valores.

Outra coisa, saõ esses mesmos parentes e amigos, não saberem a diferença entre popular e populismo, caindo, diariamente, em certas narrativas da oposição e da extrema-imprensa.

Populismo – “Segundo o dicionário, é uma prática que busca a simpatia das classes sociais mais baixas, defendendo seus interesses através de políticas paternalistas e assistencialistas.”

Popular – “Que pertence ao povo; que concerne ao povo. Que recebe aprovação de povo; que tem a simpatia da maioria.” (grifei)

Vejam, populismo é o que faz e como agem, os sociais-democratas!

Olhem essa matéria da Folha:

Pura narrativa, pois tanto o Trump como Bolsonaro são populares e não populistas. Suas ações são voltadas para toda a nação e não somente para um grupo de pessoas.

Agora, o mais importante: o estelionato eleitoral!

No dia 15 de novembro elegeremos os prefeitos, que são os executivos municipais. A eles cabe a administração do município.

Escolhi alguns exemplos de promessas de campanha, para ilustrar o assunto.

Dom Pedrito/RS

Município de 40 mil habitantes a 441,5 Km de Porto Alegre, com arredação própria e despesas estimadas, em 2020, conforme site da transparência municipal. (foto)

Dom Pedrito/RS – Receita própria (2020)
Dom Pedrito/RS – Despesas (2020)

Agora, veja as promessas de campanha, de candidato a prefeitura:

São Paulo/SP e Rio de Janeiro/RJ

Assim, também, são os candidatos Boulos, em São Paulo, e Benedita da Silva, no Rio de Janeiro.

Boulos, promete que seu primeiro ato será instituir uma renda básica imediata de talvez de R$ 350.

Já Benedita, promete um complemento de renda de R$ 100,00, além de trazer investimentos para o Rio.

Para analisar, sempre olhamos os dados de arrecadação nos sites oficiais. Desta forma percebe-se que, nos casos citados, além de quase impossíveis de serem cumpridas, não passam de promessas populistas de campanha.

No primeiro caso, em Dom Pedrito/RS, com a arrecadação do município (fora, verbas estaduais e federais), está evidente que é impossível cumprir as promessas.

No caso de São Paulo, idem, já na cidade do Rio, além de quase não ter dinheiro para pagar o funcionalismo, note que nem o e-commerce está querendo entregar na cidade, por conta da violência e assaltos, imagina então, a dificuldade de empresas virem se instalar na cidade!

Por tudo isso, vemos que estas promessas, que dificilmente se cumprirão, são, portanto, um estelionato eleitoral.

Então, além de termos que escolher bem nossos vereadores, procurando os que tenham viés conservador, que vivem com ética e moral, ainda devemos ter atenção dobrada com o executivo, porque depois de eleitos, o máximo que você poderá fazer, é reclamar de seu próprio erro, pois dificilmente se mudará a situação até as próximas eleições.

 

Adilson Veiga, para Vida Destra, 14/11/2020
Vamos discutir o Tema! Sigam-me no Twitter @ajveiga2 e no Parler @AJVeiga


Amigos e leitores, pessoas físicas/jurídicas! Colaborem com a Revista @vidadestra sem tirar dinheiro do seu bolso. Baixe o app LunesPay e ganhe 25 pontos de vantagens. Seremos remunerados por cada download a partir do nosso link. Contamos com a direita! https://bit.ly/BaixeLunesPay-0

Nenhum comentário:

Postar um comentário