terça-feira, 29 de dezembro de 2020

ALCOLUMBRE QUER IMPOR SUA MULHER PARA O SEBRAE

 



POR CLAUDIO HUMBERTO
VIA DIÁRIO DO PODER
 30/12/2020
Derrotado na pretendida reeleição e na campanha do irmão para prefeito de Macapá, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, agora tenta reverter na Justiça uma derrota com a qual não se conforma: sua mulher perdeu a eleição para a diretoria executiva do Sebrae do Amapá. A juíza Elayne Cantuária, acatou a ação e afastou a diretoria eleita segundo as regras do Sebrae, sob a alegação curiosa de “falta de publicidade”. Ela já foi acusada de parcialidade em processos de interesse de Alcolumbre.

100% CIENTES
 30/12/2020
“Falta de publicidade” é vista como piada já que todos os conselheiros com direito a voto na eleição confirmaram ter recebido a convocação.

CNJ DE OLHO
 30/12/2020
Em agosto, o corregedor nacional de Justiça e atual presidente do STJ, ministro Humberto Martins ordenou que o TJAP investigasse Elayne.

ATUAÇÃO ‘PARCIAL’
 30/12/2020
Segundo Martins, a juíza "teria agido de forma parcial, uma vez que sua família detém um vínculo político e de amizade íntima com o senador".

SUSPEIÇÃO ALEGADA
 30/12/2020
Diante de suas decisões favoráveis aos interesses de Alcolumbre, a defesa da diretoria do Sebrae já alegou a suspeição de juíza Elayne.


Nenhum comentário:

Postar um comentário