quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Forças Armadas e Ditaduras

 


É VERDADE! NÃO HÁ REGIME TOTALITÁRIO QUE SE SUSTENTE SEM O APOIO DAS FORÇAS ARMADAS!

A fala de Bolsonaro no último dia 18 foi largamente amplificada pela mídia tradicional do Brasil. Numa clara tentativa de deturpar ou criar novos contornos à declaração do Presidente da República, a velha mídia tratou-a como se fosse uma afronta ao que chamam de democracia. Na íntegra, o chefe de Estado disse: “Quem decide se um povo vai viver numa democracia ou numa ditadura são as suas Forças Armadas. Não tem ditadura onde as Forças Armadas não apoiam. No Brasil, temos liberdade ainda. Se nós não reconhecermos o valor desses homens e mulheres que estão lá, tudo pode mudar“.

Evidentemente, a qualquer das viúvas do velho clube de compadres que era a política brasileira, conveniou-se deturpar o discurso, a ponto de tentar direcioná-lo para o entendimento de que Bolsonaro estaria defendendo que, a qualquer momento, poderia instalar uma ditadura por meio das Forças Armadas.

O jornal Correio do Estado publicou em seu site a opinião de uma das viúvas do antigo Teatro das Tesouras:

O ex-relator da Reforma da Previdência, deputado federal Samuel Moreira (PSDB-SP), disse que o presidente instiga uma opinião pública a fim de criar desordem. ‘É um irresponsável que cultiva o hábito de provocar a opinião pública, com o objetivo de criar confusão, porque é na confusão que ele pensa reinar. (…)‘” (Confira a matéria aqui).

Para os desinformados, aparentemente, o Presidente proclamou um sacrilégio, uma verdadeira apologia ao totalitarismo ao dizer que Forças Armadas sustentam regimes ditatoriais. Mas eu gostaria de refrescar a memória dos queridos leitores da Vida Destra. Procure as imagens de ditadores de regimes como Nazismo, Fascismo, Stalinismo, ditaduras como a cubana e a venezuelana. Todos os facínoras, líderes destas seitas imundas, se vestiam com uniformes militares, como bem disse o jornalista Augusto Nunes, no programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan, em 20/01/2021. Todos se sustentaram no poder pela força de seus exércitos, fortemente armados e totalmente aparelhados. Bolsonaro não disse, portanto, nenhuma mentira.

O que parece ter dado errado no Brasil é que os partidos e agremiações de esquerda escreveram uma Constituição que, basicamente, foi feita para enfraquecer e deteriorar as Forças Armadas. Como sempre diz o jornalista Cláudio Lessa, em seu canal CL News no YouTube, a “esquerda burrinha” do Brasil esqueceu de aprender uma lição básica com as ditaduras que admiram, que é, basicamente, tomar todas as instituições, inclusive as Forças Armadas. Como não o fizeram, a Marinha, o Exército e a Aeronáutica, continuaram sendo uma pedra no sapato dos amantes das ditaduras comunistas mundo a fora.

Como, então, saber fugir da desinformação promovida pela velha mídia? Me atrevo a dizer que, se você ainda tem alguma esperança no Brasil, faça exercícios simples, como desligar os veículos tradicionais, inclusive aqueles que não são jornalísticos, mas que pertençam a grupos tradicionais, à beira da falência pelo fechamento das torneiras de dinheiro público. Veja, por exemplo, os espaços que são abertos em programações de canais de esportes para fomento de pautas de esquerda. Aparentemente a nova tentativa é emplacar novos espaços de difusão de ideologias, que não sejam os falidos veículos de notícias, em franca decadência, sem credibilidade suficiente para convencer uma criancinha de que o fogo queima e a água molha.

 

 

Davidson Oliveira, para Vida Destra, 21/01/2021.
Sigam-me no Twitter! Vamos conversar sobre o meu artigo! ! @ProfessorDavi16

OBS. Publicado originalmente no Vida Destra.




Nenhum comentário:

Postar um comentário