sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

Onde está a Saúde de São Paulo, Dória?

 



Os amigos leitores da revista Vida Destra com certeza perceberam o quanto tenho me indignado com o governador de São Paulo, João Dória Jr. Creio que todos concordarão que há motivos de sobra para justificar a indignação, não apenas minha, mas de todos os paulistas. Medidas autoritárias, falácias e mentiras, suspeita de beneficiamento em transações e contratos e de beneficiamento de interesses estrangeiros, péssima gestão das consequências da pandemia da Covid-19, são apenas alguns dos inúmeros motivos que eu poderia apresentar. Sem contar a hipocrisia cada vez mais escancarada!

Hoje quero me ater ao tópico da Saúde, tão em alta nestes tempos de pandemia. Já citei em artigos anteriores, a brutal diferença entre as maneiras japonesa e brasileira, de lidar com a Covid-19. Nem preciso dizer nada sobre a diferença entre o sistema de saúde japonês e o brasileiro.

Como tenho Glaucoma Congênito, que quase me deixou totalmente cego, necessito de acompanhamento oftalmológico constante, bem como dependo do uso diário de colírios para controlar a evolução da doença. Como a maioria de vocês deve saber, pois relatei em artigos anteriores, eu precisei passar por uma cirurgia de emergência, quando ainda estava no Japão, para deter a deterioração da minha visão. Hoje, só me restam aproximadamente 20% da visão do meu olho esquerdo, o que me impede de trabalhar e levar uma vida normal. Como não tinha mais condições financeiras para continuar vivendo no Japão, retornei ao Brasil no final de setembro de 2020.

Voltei ao Brasil com a intenção de solicitar a minha aposentadoria por invalidez. Mas para isso, preciso me submeter ao “eficiente” INSS. E antes disso, preciso de um laudo médico que comprove a gravidade da minha situação. E também preciso prosseguir com o tratamento da minha doença. Lá vou eu para o SUS.

Como não tenho renda, não tenho condições de pagar por consultas médicas particulares. E mesmo que pudesse pagar, ainda dependeria dos peritos do INSS para poder requerer a minha aposentadoria. Estou há quase dois meses aguardando o agendamento de uma consulta. Ontem fui informado que meu nome foi incluído na lista de atendimento prioritário do Hospital das Clínicas da Unicamp, a Universidade Estadual de Campinas. Porém, existem 55 pessoas na minha frente, todas padecendo do mesmo problema, e sem perspectiva de serem atendidas pois, devido à pandemia, a marcação de consultas e exames está suspensa. Logo os medicamentos que eu trouxe do Japão acabarão, e já estou numa odisseia para consegui-los aqui no Brasil. Qual é o futuro do meu tratamento e da minha (pouca) visão? Não sei dizer!

E aqui vem a minha indignação, mais uma vez! Como podem os hospitais estarem com o atendimento suspenso, por causa de uma pandemia? As pessoas hoje só adoecem de Covid-19? Não padecem mais de nenhuma outra enfermidade? Como podem os nossos governantes nos submeterem a este abandono, sendo que é o povo quem mantém o Sistema Único de Saúde (SUS) com seus impostos? Impostos estes aumentados pelo governador João Dória!! Como pode o governador reduzir o orçamento estadual da Saúde, enquanto aumenta o da publicidade?

Não tem a menor lógica hospitais suspenderem as consultas, os exames e os tratamentos! Nem tem lógica fechar alas inteiras, reduzir leitos de UTIs e restringir o atendimento, em plena pandemia! A meu ver, a área da Saúde é a que deveria estar recebendo todas as atenções, principalmente num estado onde o governador diz agir de acordo com a “ciência” e com o objetivo de “salvar vidas”! Eu realmente me irrito quando o ouço dizer essa ladainha! Quantas pessoas já morreram por não terem recebido o atendimento e o tratamento de que necessitavam? Ou que tiveram os seus tratamentos interrompidos? Ou que não conseguiram obter remédios essenciais?

As pessoas continuam adoecendo por outras causas que não a Covid-19. Pessoas precisam prosseguir com seus tratamentos, doenças crônicas continuam precisando de monitoramento e controle, remédios de uso contínuo continuam sendo necessários. A Covid-19 não eliminou e nem substituiu as outras doenças, ao contrário, é só mais uma doença a acometer o sofrido povo brasileiro, que sofre duplamente, por causa das doenças, e por causa do descaso do poder público.

Minha luta é só mais uma no meio de milhares de outras que infelizmente estão ocorrendo neste exato momento, país afora. Aqui no estado de São Paulo, o mais desenvolvido da federação, o governador João Dória Jr. nada tem feito para melhorar as condições de saúde da população. Ao contrário! Só pensa no seu projeto pessoal de poder, e investir recursos na saúde não o ajudará a conquistar seus objetivos. Só nos resta manter a fé em Deus, e seguir em frente, enquanto Ele assim nos permitir. E lutar pelo impeachment desse (des)governador!

 

 

Sander Souza (ConexãoJapão), para Vida Destra, 05/02/2021.
Vamos discutir o Tema! Sigam-me no Twitter @srsjoejp e no Parler @Srsjoejp                  Acessem também o meu blog: Blog do Sander

 

Crédito da Imagem: Luiz Augusto @LuizJacoby

Obs. Publicado originalmente no Vida Destra.




Nenhum comentário:

Postar um comentário