quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

DATAS E FATOS DA HISTÓRIA DE SABOEIRO. Parte V

                                        Balneario dos Caldeirões em Saboeiro - Ce



Antônio Erlindo Braga

Presidente da AFAS
3 de fevereiro  - Dia do Município de Saboeiro. Feriado Municipal por imperativo da Lei n. 17, de 17.03.2010.
ORIGEM DO MUNICÍPIO.
Em 4.6.1718, o Capitão Mor Manoel da Fonseca Jaime concedeu a Ventura Rodrigues de Sousa e a Domingos Rodrigues uma Sesmaria de 3 léguas de fundos por 2 de frente, compreendendo áreas entre os sítios Santa Cruz e Santo Antônio, onde nasceu Saboeiro.
Em torno de 1750, Manoel da Rocha Franco casado com Maria Sanches de Carvalho, pais das sete irmãs foi um dos casais que se fixaram no Sertão dos Inhamuns (Saboeiro), procedente da Província de Pernambuco, via Município do Icó, criado em 17.10.1735.
Em 07.12.1755, foi criada por Provisão a Freguesia de Nossa Senhora do Carmo dos Inhamuns, pelo Bispo da Província de Pernambuco.
Em 1806, há registro que em Saboeiro já existia uma capela dedicada à Nossa Senhora da Purificação, assistida pelo Padre João Fernandes Vieira.
Em 1816, Dom João VI foi informado pelo Ouvidor João Antônio Rodrigues de Carvalho que na povoação de Cruz (Saboeiro), existia 16 casas e uma Capela, distando de Tauá 19 léguas.
Em 1817, há registros de que Saboeiro através do Comandante Francisco Fernandes Vieira se manifestara favorável a Revolução.
Em 23.01.1823, Saboeiro participou do Governo Provisório da Independência sendo um de seus membros o Major Francisco Fernandes Vieira eleito em São Mateus dos Inhamuns.
Em 03.02.1823, por Resolução Imperial foi criada a Vila de São Mateus (Jucás). A instalação da sede da Vila teve lugar no Arraial de São Mateus, em face do número de residências ali existentes, sendo o 1º município criado na Província do Ceará, no Império, juntamente com o de Itapipoca, visto que os 16 Municípios anteriores foram criados no Ceará Capitania.
Em 26.08.1824, o Padre João Fernandes Vieira assinou a Ata da sessão do Grande Conselho Provincial composto de 450 eleitores e presidido por Tristão Gonçalves de Alencar Araripe, que proclamou a República no Ceará em adesão à República do Equador, movimento nascido em Pernambuco, com a adesão da Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.
Em 07.04.1835, qdo foi instalada a Assembleia Legislativa Provincial do Ceará, Francisco Fernandes Vieira, à época Barão do Icó, elegeu-se Deputado Provincial para a 1ª legislatura 1835-1837.
Em 27.11.1851, houve um fato político muito importante para a povoação de Saboeiro, a transferência da sede da Vila de São Mateus (Jucás), para a povoação de Saboeiro, por força da Lei Provincial n.558, de 27.11.1851.
Saboeiro, então, passou a ser administrado pela Câmara Municipal sob a Presidência do Vereador mais votado em cada legislatura, sendo seu Presidente Manoel da Costa Braga, que participara da Confederação do Equador em 16.11.1824, ingressando com sua tropa no Crato onde houve a capitulação de Canuto José de Aguiar e das forças de José Pereira Filgueiras.
Saboeiro está completando 198 anos e as comemorações dos 200 anos ocorrerão em 03.02.2023 e hão de ser comemoradas em grande estilo.
A Associação dos Filhos e Amigos de Saboeiro - AFAS congratula-se com Saboeiro e saúda todo o seu povo no aniversário da cidade. Hoje hasteada na praça a Bandeira.
A banda em grande harmonia
Toca o Hino de Saboeiro
E o povo vibra de alegria.

Belém, 03.02.2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário