terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Por que a Esquerda Grita?

 


Em dois anos de governo do Presidente Bolsonaro, estamos assistindo gritarias e ataques de todos os lados. Seja da imprensa tradicional (tanto televisiva quanto escrita), artistas, intelectuais e, como não poderia deixar de ser, da oposição.

Lógico que um governo conservador e liberal, voltado para o crescimento do país e valores cristãos, que preza pela liberdade e a propriedade, causaria esse tipo de reação nos esquerdistas e sociais-democratas.

Lendo dois bons artigos, um da amiga Renata Araújo, e outro do amigo Davidson Oliveira, nós temos um quadro geral sobre como é feita a doutrinação nas escolas e faculdades, e como esses profissionais, após formados, continuam a doutrinar o próximo.

Mas esses ataques têm uma natureza bem mais profunda do que o simples fato de ser conservador-liberal, contra esquerda e sociais-democratas.

O Brasil é o país dos incentivos, temos leis específicas para distribuição do dinheiro dos pagadores de impostos.

Além da Lei Rouanet, ainda temos incentivos ao esporte; aos projetos audiovisuais;  aos projetos culturais; tecnológico; à inovação e à pesquisa científica.

Sem contar a propaganda estatal que regou com bilhões, por anos, a mídia tradicional.

E você, caro leitor, pode até argumentar que outros países também o fazem, e até investem muito mais do que nós. E tem razão!

O grande problema é que esses países, como EUA ou França, por exemplo, investem em cultura, esporte, tecnologia e pesquisa, diretamente no ensino – essa verba vai para a instituição de ensino, muito diferente do Brasil, que entrega o dinheiro na mão do interessado, que na maioria das vezes, não prestam e/ou fraudam as contas.

E por que isso acontece?

A resposta é simples!

Imagine que você seja financeiro de uma empresa e em dado momento resolve desviar dinheiro para você mesmo, porém, a empresa não tem despesas a pagar. Então, como tirar dinheiro do caixa sem justificativa ou sem levantar suspeita?

Pois é aí que entram todos os incentivos, sem controle, criados pelos esquerdistas e sociais-democratas que nos governaram até hoje. 

Sem teto dos gastos, e dinheiro saindo sem controle, fica fácil roubar como roubaram por anos a fio.

A outra questão, é que mais da metade da turma que hoje grita contra o governo federal, seja artista, mídia, professor e até juiz, são esquerdistas não por convicção ou por acreditar na causa, são por oportunidade, militam mesmo é pela verba perdida e/ou controlada.

Por isso, não se deixem enganar por gritarias e falsas narrativas, como o desespero da atriz (sic) Maria Flor, pois não é preocupação com o país ou com o povo: o ataque não passa de reação de abstinência pela verba dos pagadores de impostos.

 

 

Adilson Veiga, para Vida Destra, 09/02/2021
Vamos discutir o Tema! Sigam-me no Twitter @ajveiga2 e no Parler @AJVeiga

Obs. Publicado originalmente no Vida Destra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário