quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

POSTOS DENUNCIAM AÇÃO MAFIOSA DE DISTRIBUIDORAS

 



POR CLAUDIO HUMBERTO
VIA DIARIO DO PODER
 12/02/2021
Beneficiadas pelo cartório adquirido em 2009 junto à Agência Nacional do Petróleo (ANP), que lhes deu exclusividade na venda de combustíveis aos postos, as distribuidoras acrescentam sua “margem” de 16% no preço final para o consumidor e também, criminosamente, manipula os preços. Em São Paulo, donos de postos denunciam que distribuidoras, agindo como máfia, determinam inclusive quem vende mais caro e mais barato, cobrando preços diferentes para postos segundo seus interesses.

MANIPULAÇÃO COMPROVADA
 12/02/2021
A manipulação de preços foi constatada pela análise, por mais de um ano, dos contratos de postos com as três maiores distribuidoras do País.

ENTIDADE CHANCELOU
 12/02/2021
A análise foi feita por técnicos da Associação Brasileira de Revendedores de Combustíveis, que confirmou a manipulação ao “Jornal da Band”.

CARTÓRIO CRIMINOSO
 12/02/2021
Usinas e refinarias produzem combustíveis, mas não podem vendê-los aos postos. São obrigadas a entregar tudo a esses atravessadores.

SEM COMPETIÇÃO
 12/02/2021
Cartelizado, monopolizado e manipulado pelas distribuidoras, o setor dos combustíveis é o único que não pode se submeter à competição.




Nenhum comentário:

Postar um comentário